5

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com o uso de cookies, termos e políticas do site. Leia mais. ACEITAR

NOVO HAMBURGO

5°C

Publicidade
RS

Ciclone no RS: destelhamentos, quedas de árvores e mais de 200 mil clientes sem energia elétrica

Cidades do Litoral gaúcho são mais as mais atingidas pela força dos ventos

18 de Maio, 2022 às 06:54

Em Novo Hamburgo, a queda de galhos é verificada em diferentes pontos.

A passagem do ciclone Yakecan deixa muitos prejuízos no Rio Grande do Sul.


As cidades mais atingidas são do Litoral Sul e Litoral Norte gaúcho.


Mais de 200 mil clientes estão sem o fornecimento de energia elétrica no Estado em razão da queda de postes ou fios arrancados. A instabilidade, já que ainda tem vento forte em determinadas regiões, dificulta o trabalho de equipes para o restabelecimento do fornecimento da luz.


No Litoral Norte, a força dos ventos provocou o destelhamento de parte da cobertura de hospital em Tramandaí.


Publicidade


Dezenas de casas foram destelhadas parcialmente em diferentes praias gaúchas. Também em Tramandaí a queda de árvores bloqueia ruas e carros foram atingidos. Bastante agitado e com ressaca, o mar avançou por algumas ruas de municípios da costa gaúcha.


Osório é outro município que registra prejuízos, principalmente de casas sem telhado em razão das rajadas dos ventos. De forma preventiva, as aulas na rede municipal já haviam sido suspensas para esta quarta-feira.


No Vale do Sinos e na Grande Porto Alegre, os registros mais comuns são da queda de galhos ou de árvores. Em razão disso, tem fios caídos em determinados pontos.


Na foto abaixo, um registro da EPTC, em Porto Alegre.



Publicidade


De maneira preventiva, escolas e universidades de diversos municípios gaúchos suspenderam as aulas nesta quarta-feira. O motivo é preservar os estudantes a riscos ainda dos reflexos da força dos ventos. O ciclone avança pelo Litoral Norte em direção à costa de Santa Catarina


Além da passagem do ciclone, a terça-feira ficou marcada pelo primeiro registro da queda de neve em 2022. Em São José dos Ausentes, turistas e moradores registraram o fenômeno, que chegou a acumular sobre os veículos.


Hoje poderá voltar a ter neve nas partes mais altas da Serra gaúcha. Também teve neve na Serra de Santa Catarina, em cidades como São Joaquim e Urupema.

Publicidade

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS