5

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com o uso de cookies, termos e políticas do site. Leia mais. ACEITAR

NOVO HAMBURGO

5°C

Publicidade

Um hamburguense campeão mundial ingressa na diplomacia brasileira

Aos 25 anos, ele está de mudança para Brasília (DF)

20 de Junho, 2022 às 15:28

Mateus Kuntzler: a paixão pelo punhobol vai junto por novos destinos do globo

O hamburguense Mateus Kunzler, 25 anos, já tem alguns carimbos no seu passaporte.


Como jogador de punhobol, ele viajou bastante em razão de competições internacionais. Por exemplo: ele foi bicampeão mundial de Clubes em 2013 e 2018, defendendo a Sociedade Ginástica Novo Hamburgo, campeão mundial sub-18 defendendo o Brasil e integrou a seleção brasileira adulta em Campeonato Mundial.


Mais do que isso: Kuntzler - carinhosamente chamado de Pato pelos amigos - já foi considerado o melhor jogador de um Campeonato Mundial de Punhobol. Foi em 2019, conforme registrado em reportagem pelo Portal Martin Behrend: https://www.martinbehrend.com.br/noticias/noticia/... .


O punhobol levou o hamburguense a conhecer diversos países do planeta. Agora, será uma carreira profissional que levará Kuntzler para diferentes destinos do globo. Ele superou milhares de candidatos e ficou com uma das 34 vagas no disputado e exigente Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD).


Morador do bairro Rio Branco, o hamburguense está começando a preparar suas malas. O próximo destino: Brasília (DF). A aprovação no CACD habilita o candidato a ingressar no cargo de terceiro-secretário da carreira de diplomata de acordo com a ordem de classificação obtida e a matricular-se no Curso de Formação de Diplomatas do Instituto Rio Branco. "Os primeiros anos de atuação são na capital federal, reforçando a formação e compreendendo todos os processos de diplomacia, embaixadas e tudo que cercam essas relações internacionais. Depois, surgem as oportunidades para atuarmos em representações oficiais fora do Brasil", detalha.


Publicidade


RELAÇÕES INTERNACIONAIS


Ex-aluno do curso técnico de Mecânica da Fundação Liberato Salzano Vieira da Cunha, Mateus Kuntzler é graduado em Relações Internacionais pela UFRGS. A proximidade com pautas de história e geografia sempre despertaram maior interesse. A formatura na universidade federal ocorreu em fevereiro de 2020. Seu projeto de vida estava detalhado: formatura na UFRGS e, na sequência, embarque para a Áustria. No país europeu, ele seguiria atuando no punhobol, já que os clubes austríacos estão entre as principais forças da modalidade e buscaria colocação profissional na sua área de atuação.


Então, veio a pandemia. Voos cancelados. Fronteiras fechadas. O mundo paralisado. Os planos foram interrompidos. Neste momento, era necessário replanejar as rotas. Eis que surgiu no seu radar o temido Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD). "Quando os mais novos ingressam no curso de Relações Internacionais, de cara recebemos o recado que não teremos chance no CACD. É um concurso muito temido", detalha.


E não é para menos. A diplomacia brasileira tem longa tradição na formação de seus integrantes. A exigência é grande. Raros são os candidatos que passam na primeira tentativa no concurso. Conhecimentos de Direito, História, Geografia, Economia, Relações Internacionais, português, inglês, francês e espanhol são cobrados dos candidatos.


Publicidade


SEGUNDA TENTATIVA


Em 2021, Kuntzler teve a primeira tentativa. Passou na primeira fase, mas ficou na segunda. Então, veio um longo período de dedicação. Horas e dias fazendo intensivos, lendo, estudando, sendo testado. "No esporte, a gente aprende a perder, assimilar as derrotas, levantar e seguir em frente. Foi assim que encarei", relata o hamburguense. E mais um detalhe do esporte foi levado em contato. "Montei uma estratégia. Fiz prioridades. Avaliei onde deveria ter mais foco e atenção. No inglês, por exemplo, tinha de avançar. Apanhei muito em exercícios e simulados até conseguir estar preparado", relata.


Em 2022, a segunda tentativa. Cerca de seis mil candidatos no páreo. Primeira fase concluída com sucesso. Seguiam na disputa cerca de 250 participantes para 34 vagas. Segunda fase superada com sucesso - deixando o fantasma de 2021 para trás. Bom, faltava a terceira e decisiva etapa. Três dias intensos, com oito horas de provas por dia. Finalmente, o resultado esperado: aprovado!


Em relação aos colegas que também passaram para a carreira, a turma de 2022 tem algumas características inéditas: 40% são mulheres, sendo que quatro são negras. "Isso mostra que a diversidade de representatividade também ganha força na diplomacia do país", destaca.


Publicidade


Aprovado Concurso de Admissão à Carreira Diplomática, Mateus Kuntzler ingressou para a carreira como Terceiro-Secretário. Os cargos seguintes na carreira são: Segundo-Secretário, Primeiro-Secretário, Conselheiro, Ministro de Segunda Classe e Ministro de Primeira Classe (Embaixador). A posse oficial deverá ocorrer nas próximas semanas.


PUNHOBOL E SURFE


Pronto para fixar residência em Brasília pelos próximos anos, Kuntzler ainda está avaliando como será conciliar sua rotina com duas paixões de longa data: punhobol e surfe. "Vamos ver como será a rotina, se conseguirei conciliar alguns campeonatos de punhobol e viagens. Terei de aguardar pra entender como será a intensidade do trabalho", explica.


Quando superar os primeiros anos na capital federal, ele pensa que será possível trabalhar em destinos onde o surfe tenha fácil acesso e o punhobol seja praticado. Viena, na Áustria, e países da costa da África, por exemplo, são locais que despertam interesse do hamburguense.


Mesmo antes de tomar posse, ele já vive essa expectativa. Isso porque, o atleta foi convocado para defender a seleção de punhobol do Brasil nos The World Games (Jogos Mundiais), que serão disputados em julho em Birmingham (cidade mais populosa do estado americano do Alabama). A competição ocorre de 7 a 17 de julho, e ele ainda está aguardando detalhes do início na nova carreira pra saber se conseguirá defender o país.


Como se vê, antes mesmo de assumir, as lições de relações internacionais e negociações já estão sendo praticadas por Mateus Kuntzler. Um campeão mundial pronto para brilhar na diplomacia nacional!

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS