5

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com o uso de cookies, termos e políticas do site. Leia mais. ACEITAR

NOVO HAMBURGO

23°C

Publicidade

Em seis meses, Novo Hamburgo gerou quase três mil novos empregos

Novo Hamburgo é a terceira cidade que mais gera empregos no Estado

28 de Julho, 2022 às 16:56

Novo Hamburgo segue entre as cidades que mais geram empregos com carteira assinada no Rio Grande do Sul.


Segundo balanço do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged) do governo federal, divulgado nesta quinta-feira (28), o município criou 609 novos postos de trabalho no mês de junho. É o melhor desempenho em toda a Região Metropolitana depois apenas de Porto Alegre.


Em todo o Estado, Novo Hamburgo está na terceira posição (atrás da Capital e de Caxias do Sul, as duas maiores economias gaúchas).


“Este resultado mostra que seguimos no caminho certo, fortalecendo nossa economia. Apesar das adversidades em todo o País e no mundo, estamos gerando emprego e renda, melhorando a vida de nossos cidadãos”, enfatiza a prefeita Fátima Daudt (PSDB).


Publicidade


DOZE MESES


Novo Hamburgo acumula 2.891 vagas criadas no primeiro semestre deste ano, novamente o terceiro melhor desempenho entre todos os 497 municípios gaúchos, depois de Porto Alegre e Caxias do Sul. Nos últimos 12 meses, são 6.529 novos empregos formais (também somente atrás da capital e de Caxias). “São notícias que nos deixam muito felizes, pois mais hamburguenses estão conseguindo renda para realizar seus sonhos”, completa Fátima.


Desde agosto de 2020, em plena pandemia, quando Novo Hamburgo deu início à retomada do emprego formal, foram 21 meses de saldo positivo (somente nos meses de dezembro de 2020 e dezembro de 2021 houve mais demissões que admissões). Com isso, o Município acumula um estoque de 70.200 empregos, o melhor saldo de sua história.


Publicidade


DESTAQUES


A indústria voltou a liderar a geração de emprego em junho, com 330 vagas criadas, respondendo por mais da metade do saldo. O setor de serviços foi o segundo, com 189 vagas. A construção civil, que vinha apresentando resultados baixos também foi destaque mês passado, ultrapassando o comércio na criação de empregos: foram 51 vagas de trabalho criadas nas obras, e 39 vagas nas lojas.


A secretária municipal de Desenvolvimento Econômico, Paraskevi Bessa- Rodrigues, também reforça o empenho da Administração Municipal em manter o clima positivo para empreender em Novo Hamburgo. “Procuramos criar todas as condições para que os negócios sigam seu curso normal”, explica.


BRASIL


Publicidade


Também no positivo, o Brasil fechou o mês de junho com um saldo de 277.944 empregos formais (com carteira assinada), segundo balanço do Novo Caged.


O saldo de junho foi resultado de 1.898.876 de contratações e 1.620.932 desligamento

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS