5

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com o uso de cookies, termos e políticas do site. Leia mais. ACEITAR

NOVO HAMBURGO

23°C

Publicidade

Danificados pelo uso ou vandalismo: por que demora a reposição de brinquedos e itens esportivos nas praças?

Novo Hamburgo tem 150 praças, que precisam de manutenção permanente

03 de Agosto, 2022 às 08:23

No Parcão: brinquedo sem alguns degraus de ferro e balanços faltando

Novo Hamburgo tem 150 praças. Da mesma forma que escolas, postos de saúde, paradas de ônibus e hospital, por exemplo, estes espaços públicos necessitam de constante manutenção.


Não é uma tarefa fácil por alguns motivos:


- Vandalismo

- Uso indevido dos equipamentos

- Roubo de itens das praças

- Exposição às oscilações climáticas


As praças cumprem um papel social fundamental, embora com essas adversidades pontuadas acima. Basta ver as praças que estão melhor cuidadas e com os equipamentos em boas condições: recebem milhares de hamburguenses. As crianças vão nos brinquedos, a gurizada e os pais praticam esportes nas quadras, os bancos são utilizados por amigos pra um papo com chimarrão.


Publicidade


Alguns exemplos: a Praça Pedro Alles, no bairro Guarani, que recebeu uma revitalização parcial com quadras de areia, academia, iluminação, lixeiras e bancos, vem atraindo centenas de frequentadores; o Parcão e o Parque Floresta Imperial também são destinos muito procurados; a Praça do Foguete, na Avenida 1º de Março, embora não tenha tido a revitalização anunciada e que teve recursos reservados, recebeu melhorias recentes.


MANUTENÇÃO


Ocorre que, assim como praças em boas condições atraem moradores e famílias, espaços mal cuidados ou em estado de abandono são território fértil pra criminalidade e pros vagabundos tomarem conta. Além disso, equipamentos quebrados inibem o retorno de cidadãos aos parques e praças. Existem muitas quadras esportivas em praças, por exemplo, que estão com a pintura apagada ou as cercas ao redor das canchas estão caídas ou enferrujadas


Recentemente, dois pais se encontraram no Parcão. Eles estavam com seus filhos e foram praticar esportes. O diálogo foi assim:


Publicidade


- Bah, há quanto tempo não te via por aqui.

- Pois é. Mas pra jogar basquete estava complicado. Foram meses com a tabela danificada. Aí não tem como vir brincar com a gurizada.


PREFEITURA


A reportagem do Portal Martin Behrend procurou a Prefeitura para entender como funciona a reposição dos brinquedos e dos itens esportivos - aros, tabelas e redinhas de basquete, traves de goleiras, etc.


É preciso fazer uma licitação a cada equipamento quebrado? Estes itens estão num almoxarifado na Prefeitura para reposição imediata? Balanços, escorregadores e gangorras contam com peças reservas para substituição?


Foi enviado o seguinte esclarecimento:


“A Prefeitura de Novo Hamburgo, por meio das secretarias do Meio Ambiente (Semam), e de Obras Públicas, Serviços Urbanos e Viários (Semopsu), em parceria com a Companhia Municipal de Urbanismo (COMUR), realizam de forma contínua a manutenção das praças e espaços públicos pelo município. Capina, poda, varrição, manutenção e reforma dos brinquedos são efetuados pelas equipes. Em situações pontuais, a Semopsu realiza o trabalho de conserto destes brinquedos.


As trocas, compras de materiais para a reforma ou reposição precisam de licitação para a aquisição. Vale ressaltar que a compra dos materiais precisam de dotação orçamentária para ser realizada.


Publicidade


Nessa semana, os brinquedos do Parcão estão passando por manutenção. Nos últimos dias, a Praça Pedro Alles e a do Foguete receberam melhorias. Vale ressaltar que, a população pode ser parceira, usufruindo dos espaços, com cuidado e empatia.


A comunidade pode auxiliar na manutenção do patrimônio público, abrindo protocolo na prefeitura através dos telefones 3097-9400 ou 3097-9401, podendo também denunciar qualquer flagrante de vandalismo acionando a Guarda Municipal (GM) pelos telefones 153 ou 3524-8738."


Resumindo: quando estraga um brinquedo ou equipamento esportivo, via de regra, ficará por meses quebrado, já que precisará esperar uma licitação - que também depende de recursos para as compras.


Será que existe espaço para algum tipo de oficina de voluntários? Alguma Parceria Público Privada capaz de acelerar este processo? Esta é uma pauta que pode evoluir.


As praças são espaços fundamentais para qualidade de vida, convívio social e valorização do patrimônio. Assim como a iniciativa privada vem adotando rótulas, canteiros e outros espaços públicos no município- inclusive algumas praças -, eis um exercício de cidadania: pensar como é possível acelerar a reposição de brinquedos e estruturas esportivas.


Publicidade

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS