5

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com o uso de cookies, termos e políticas do site. Leia mais. ACEITAR

NOVO HAMBURGO

5°C

Publicidade

CDL de Novo Hamburgo prevê crescimento nas vendas para Dia dos Pais

O ticket médio das vendas para a data dos pais deve ficar na faixa dos R$ 150,00

09 de Agosto, 2018 às 11:41

Agosto, tradicionalmente, é um mês de crescimento de vendas no varejo gaúcho em relação a julho. A expectativa, nesse comparativo, é de alta da ordem de 2%. “No comparativo entre agosto de 2018 e agosto de 2017, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Novo Hamburgo avalia que as vendas do mês, impulsionada pelo Dia dos Pais, registrarão um crescimento entre 2% e 3%”, avalia o diretor de marketing da CDL-NH, Jorge Stoffel.


O varejo aponta que o segmentos tradicionalmente mais favorecidos na venda do Dia dos Pais são os livros (alta prevista de 8,2% frente a julho), material de informática e comunicação (4,6%), eletroeletrônicos (3%) e veículos & acessórios (4,6%). “As lojas de artigo do vestuário também tendem a ter crescimento das vendas por conta da antecipação de liquidações de inverno, associado a uma temperatura média inferior à registrada no ano passado nesta época do ano”, analisa o diretor financeira da CDL NH, Luis Paulo Kayser.


“O ticket médio das vendas deve ficar na faixa dos R$ 150,00, o que representa uma alta da ordem de 7% em comparação com o registrado no ano passado”, conclui o presidente da entidade, Gilberto Kasper.


SAPIRANGA


O comércio de Sapiranga também deve registrar aumento de movimento em virtude do Dia dos Pais. Mas as compras devem ficar para o final de semana.


De acordo com a sócia da Dispa, associada da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) do município, Lisete Barth, o costume de deixar para a última hora reflete nesta projeção, visto que os resultados ainda estão baixos. "O quinto dia útil também caiu mais tarde, então acredito que os próximos dias devem melhorar. Mesmo que estejamos vivendo o ápice da crise, com poder de compra limitado, nossa projeção ainda é otimista", comenta Lisete.


Publicidade


Diante este cenário, a empresária espera, ao menos, repetir em 2018 o resultado do ano anterior. A expectativa da lojista de Sapiranga vai ao encontro do que prevê a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL): 40% dos brasileiros planejam investir a mesma quantia que no ano passado. O valor médio deve ser de aproximadamente R$ 150,00.

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS